terça-feira, 9 de março de 2010

Domingos Dutra rechaça aliança entre PT e PMDB para eleições no Maranhão

O deputado Domingos Dutra (PT-MA) anunciou que, se o PT do Maranhão fizer aliança com o PMDB no estado, ele e outros integrantes do partido companheiros não serão candidatos nas eleições de 2010. “Seremos cassados em plena democracia para favorecer um filho da ditadura”, protestou Dutra, que disse esperar “sensatez” por parte dos delegados e da direção nacional para não permitir “tamanha violência” contra filiados e militantes históricos do PT do Maranhão.
O parlamentar acusou o senador José Sarney (PMDB-AP) de querer ganhar as eleições no estado sem concorrentes. Para tanto, observou, “a oligarquia tenta se apossar do PT no estado para desarticular a oposição e garantir a reeleição de sua filha [Roseana Sarney] e assim reinar por mais 40 anos, sepultando uma geração e perpetuando o atraso, a miséria e a corrupção”.

Na avaliação de Dutra, se houver a coligação entre PT e PMDB no estado, a desistência de lideranças mais expressivas do PT de concorrer às eleições de 2010 terá reflexos “nefastos” sobre os movimentos sociais no Maranhão. “Não é justo que, em plena democracia e no governo do PT, que muitos deram a vida para conquistar, fundadores e militantes do partido tenham seus direitos eleitorais e políticos cassados para beneficiar um filho da ditadura que concentra tanto poder e tem causado tantos males ao País”, disse.

Mesmo reconhecendo que, no Brasil, para vencer as eleições e governar, torna-se necessário ampliar as alianças com outros partidos, o deputado disse que a realidade de muitos estados impede a reprodução da aliança nacional. Entre os motivos apontados por Domingos Dutra estão a “incompatibilidade ética e diferenças de compromissos históricos”. Além disso, observou, existem alternativas partidárias com antigos aliados, como o PSB, o PCdoB, o PRB, o PDT e o PCB.

Segundo Dutra, nos seus 30 anos de existência o PT tem sido um dos poucos partidos que nunca teve relações políticas com o grupo do senador José Sarney. “A oligarquia Sarney deseja unicamente se apossar do PT para se apropriar da popularidade do presidente Lula e tentar se manter no poder”, acusou Dutra, explicando que não há razão para a aliança porque uma coligação com partidos de esquerda possibilitaria a vitória dos candidatos do PT tanto nas eleições estaduais quanto para a Presidência da República

3 comentários:

  1. Nos escontraremos no sábado companheiro!

    ResponderExcluir
  2. ok companheiro Jônata, obrigado pelo aviso e pela visita volte sempre.

    ResponderExcluir